sábado, 21 de maio de 2016

vulva - cais



sou um útero vazio
vezes pergunto por onde tem andado
(sei que não devia desconfiar)
confiar

você navega em minha dor
me embriago das sobras alcoólicas em seu hálito

eu sou caos
você me atraca

eu nunca achei que fosse ser mulher de âncora antes de você.

Nenhum comentário: