segunda-feira, 7 de março de 2016

tristeza não é poesia; é tédio

caiu o mundo lá fora
as pessoas se desenroscam cada vez mais
e eu sinto falta - não sei de que(m)

o sol não deve sair tão cedo
digo em tom de alívio
numa conversinha de elevador

elevar dor

será que alguém sabe o que é ser feliz?
todos acham faltas lindas
uma saudade sem tradução

mas eu queria ser racional
vocês não sabem a falta de poesia dessa tristeza toda

pessoas são um falso enrosco
com seus elogios
o sol nasce cedo demais

falam para usar tristeza e publicar um livro
padrão best-seller
dizem que ainda vou ajudar alguém

eu que preciso de ajuda

já nem sei mais escrever
só sinto fome
e medo
pessoas só pensam em fazer perguntas estúpidas

me alivio embaixo do chuveiro
lâmina

3 comentários:

elritmodelascosas disse...

Maravilhoso.

~ Lu ~ disse...

Passando pra retribuir a visita... e também gostei do que vi. Ainda mais por citar uma das bandas que mais gosto (vento solar, estrela do mar, a terra azul da cor do seu vestido, vento solar, estrelas do mar, você ainda quer morar comigo ♫)

Vai parecer doentio, mas... não sei porque senti vontade de vir aqui e perguntar se quer me adicionar no face... se quiser procura pode add (a menos que tenhas uma identidade secreta que não possa revelar, se bem que se revelar pra mim eu prometo não dar com a língua nos dentes haha) fb.com/luismitzco

juliana disse...

que bonitas as coisas que saem da tristeza