domingo, 23 de novembro de 2014

asma

de susto em susto
insulto
é surto
a corda!
é bamba
a perna
à perna
vizinha
mais cinza
num desmatamento
mecânico
que  nunca
mais

quarta-feira, 5 de novembro de 2014

la piel que habito

Vez ou outra alguém aí me chega e pede flores para deixar
lá no vaso, morrendo,
secando
com São Paulo
a minha memória.

Lembranças à mãinha...
Pulseiras
da sorte
de toda a América.
Latina, foda-se a febre,
dissestes, ajeita teu cabelo, arranca
teu couro e cobre
de seda esse corpo.

Demarca o território a mijo e etiqueta,
estrangeirismo e ignorância.
Mas sangrar é feio
quando não for por ti, acrescenta.